FANDOM


50px-WikilogoNaoTem Artigo exclusivo,não tem artigo paresido na Wikipédia sobre o artigo:Yuka Sugiura. Pode pesquisar.


Yukachan

Yuka-Chan.

Historia Editar

A batida do samba enfeitiçou o coração da dançarina japonesa Yukachan e a fez trocar o Japão pela Bahia, onde é profissional das mais festejadas, tanto que acompanhou o cantor Jorge Benjor em recente turnê nacional. Do alto de seus 1,64 de altura - seis centímetros a mais que a médias das mulheres em seu país, a artista exibe formas perfeitas e foi escolhida como símbolo do Carnaval de Salvador deste ano. A escolha da Emtursa pretende enfatizar esse lado tão peculiar da capital baiana que convive pacificamente com todos os credos e raças, além do fascínio que a cidade exerce sobre turistas vindos de todos os cantos do mundo. Segundo a gerente de Eventos da Emtursa, Poly Reis, a idéia é simbolizar a grandeza do Carnaval da capital da Bahia, considerado o maior evento popular ao ar livre do mundo. Além de se fazer presente a eventos oficiais da festa, a bailarina Yukachan visitará o Carnaval dos bairros e os circuitos Dodô, Batatinha e Osmar. Nascida em Nagoya, cidade entre Tókio e Osaka, Yukachan viveu no Japão até o final da sua adolescência, quando conheceu o samba. Em uma visita a um restaurante brasileiro, foi apresentada ao ritmo típico do país através de um clipe do Carnaval. Nascia aí uma paixão pelo Brasil e, em especial pela Bahia, onde reside.. A primeira aparição de Yukacan como símbolo do Carnaval de Salvador será na abertura oficial da festa, dia 23 de fevereiro, no bairro da Liberdade, local escolhido pelo prefeito João Henrique para entregar as chaves da cidade ao Rei Momo. A mudança da abertura do Carnaval do Campo Grande, onde acontecia tradicionalmente até o ano passado, para a Liberdade, é uma das medidas adotadas pelos organizadores do evento na tentativa de descentralizar e ampliar a participação dos bairros na festa. No próximo ano, por exemplo, a entrega das chaves da cidade ao Rei Momo vai acontecer em Cajazeiras. A Emtursa está negociando com os músicos e cantores para que a folia na Liberdade tenha a presença de grandes estrelas cujos nomes serão anunciados nos próximos dias.

Musa do carnaval baiano de 2006Editar

A musa do Carnaval 2006 de Salvador, a dançarina japonesa Yuka Sugiura, conhecida como Yuka Chan foi escolhida como símbolo da folia baiana, que tem como tema este ano o slogan: 'O Coração do Mundo Bate Aqui'. Nascida em Nagoya, em 16 de junho de 1981, a japonesa apresentará uma coreografia para o prefeito João Henrique, na quarta-feira 25 de janeiro de 2006, às 16h30.

Amante dos rítmos e da dança do Brasil, Yuka Chan conta que até 2001 se dividia: morava aqui alguns meses e voltava para o Japão. Agora, sua residência é no bairro da Barra. Assídua participante do Carnaval carioca, desfilou na Portela, Salgueiro, Grande Rio, Beija-Flor e Mocidade Independente de Padre Miguel. 'Aqui também é animadíssimo. Estou muito animada', afirmou, com sotaque. O nome Yuka Chan, ela explica, é o diminutivo de Yuka.

YUKACHAN E BANDA ZYG Editar

Tem gente de olho aberto para o sorriso e as formas latinas, com jeito baiano de ser, da japonesa Yukachan, dançarina, cantora e simbolo do Carnaval de Salvador. Primeiro foi o cantor Latino, que ficou enfeitiçado pela moça. Depois, o Art Popular, que está interessado em ter o requebrado de Yuka na turné 2006 do grupo. Os mexicanos também demonstraram interesse em levar Yuka para uma campanha publicitária naquele país. Mas, segundo o empresário da artista, Márcio Bacellar, tais negociações ainda precisam de um acordo. "Queremos mostrar, no Carnaval, todo o talento que Yuka trouxe de Nagoya. Depois das festas, vamos fechar as propostas de negócio que forem mais interessantes para ela e para os futuros patrocinadores, explica Bacellar. Histórico Yuka chegou ao Brasil há pouco mais de cinco anos. Escolhida como símbolo do Carnaval de Salvador, foi alvo de reportagens polêmicas e interessantes. Afinal, a escolha de uma japonesa como musa do Carnaval da terra do axé sô poderia ser contestada. Mas, no final, o talento e samba no pé da dançarina foram reconhecidos.

Madrinha da bateria da escola de samba Vila Maria Editar

A japonesa Yuka Chan, 36 anos, que está no Brasil há 8 anos, brilhou a frente da bateria da escola Unidos de Vila Maria. A madrinha de bateria entrou na avenida com quimono, mas se despiu da alegoria. Ela estava de biquíni por baixo.

O enredo da escola era Irashai-Mase, Milênios de Cultura e Sabedoria no Centenário da Imigração Japonesa.

Yuka disse que esperava retribuir todo o carinho que tem recebido do povo brasileiros nesses oito anos que está no País. Ela atualmente mora na Bahia e aprendeu a sambar quando ainda morava no Japão.

carnaval 2008 Editar

As arquibancadas estavam mais movimentadas em relação aos ensaios anteriores. O público agitou bandeiras, entoou gritos de guerra e comemorou a passagem de suas escolas de coração. A noite da última quinta-feira abriu a temporada dos últimos ensaios técnicos no sambódromo do Anhembi, em São Paulo. A primeira a finalizar seu teste geral foi a X-9 Paulistana, seguida da Vila Maria e da Águia de Ouro.

A avaliação, segundo as próprias escolas, foi positiva. A expectativa para o desfile é excelente. Nenhuma delas, porém, escapou de problemas e críticas de seus principais componentes. O carnavalesco Wagner Santos, da Vila Maria, reclamou do ritmo das alas após o recuo da bateria: “Por descuido de alguns chefes de alas, o desfile foi um pouco acelerado, mas vamos corrigir essa falha durante a semana. Temos muitas reuniões e ensaios na quadra para acertarmos tudo e não deixar isso acontecer na Avenida”. Do lado da Águia de Ouro, o presidente Sidnei Carriolo também notou imprecisões: “A energia da escola estava demais. Tecnicamente, porém, deixou a desejar. O tempo de recuo não foi o certo, mas são coisas que precisam melhorar e que vão ser melhoradas”, garantiu.

A X-9 enfrentou problema que não dependia de seus integrantes. A potência do carro de som pifou durante o ensaio e o samba-enredo não pôde ser cantado pelos intérpretes da escola, mas a adversidade foi vista com bons olhos pelo presidente José Manoel Gaspar: “O povo levou a escola no canto, me emocionei até demais”.

Todos eles, no entanto, garantem que farão um grande carnaval na semana que vem. “A expectativa continua sendo a melhor possível. A Vila Maria vai fazer um grande espetáculo, que é o mais importante”, garantiu Wagner Santos. “O pessoal está animado e afinado, vamos entrar na Avenida para vencer”, disse, por sua vez, o presidente da Águia de Ouro. Para não ficar de fora, Gaspar, da X-9, foi objetivo: “Foi possível perceber uma boa evolução do primeiro ensaio para o último, fiquei feliz com o resultado final”.

No fim de semana se encerram os ensaios técnicos no Anhembi. No sábado, desfilam Nenê de Vila Matilde, Mocidade Alegre, Rosas de Ouro e Camisa Verde e Branco. No domingo é a vez Império de Casa Verde, Tom Maior e Mancha Verde.

Desfile das campeãs Editar

Esqueçam os carros gigantes, as fantasias luxuosas e o samba contagiante. O foco das atenções na apresentação da Vila Maria no desfile das campeãs na madrugada deste sábado (9) foi a dançarina japonesa Yuka Chan, de 36 anos, musa da bateria da escola. Simpática, a dançarina requebrou sem medo e foi alvo predileto das câmeras dos componentes da própria escola, que passaram por ela quando a bateria estava no recuo. Os que não puderam fotografar a dançarina, tentavam pelo menos cumprimentar de longe e tinham retribuição imediata.

Ao fim do desfile, Yukachan pediu, em português, mais samba. "Eu queria desfilar mais", declarou. Questionada sobre o que faria em seguida, disse que ainda não tinha certeza. "Ainda estou estudando. Mas Revista Masculina está pintando", revelou.

Também na dispersão, o carnavalesco Wagner Santos, estava satisfeito. "Foi um terceiro lugar com sabor de primeiro", afirmou, sobre a colocação da escola. Muito elogiado pelo trabalho que fez neste oitavo ano com a Vila Maria, ele contou que recebeu convites de duas escolas do Grupo Especial carioca e de uma paulistana, mas preferiu ficar onde está.

"Ainda prefiro São Paulo. A cidade precisa do meu trabalho", avaliou. Após o desfile, o presidente da escola, Paulo Sérgio Ferreira, recebeu os cumprimentos do público. Alguns apontavam como "injusto" a colocação da Vila Maria. Ferreira concordou. "A gente fez um carnaval que veio com uma proposta diferente de todo mundo. Mas nada se muda e já está dada a nota", disse.


Ligações externas Editar

Naodp Artigo exclusivo,não tem artigo parecido na Desciclopédia sobre o artigo:Yuka Sugiura. Pode pesquisar.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória